Seu espaço

Acesse seu histórico clínico
e saiba novidades do seu interesse.

OZONIOTERAPIA

Terapia em que é utilizada uma mistura de ozônio e oxigênio puro em concentrações variáveis para a prevenção e tratamento de condições clínicas e metabólicas.

A forma como essa mistura é administrada varia desde a aplicação superficial cutânea a intravenosa após a mistura desta com o sangue do próprio paciente (auto-hemoterapia maior), sendo ainda possível a aplicação do gás diretamente por via retal e intra-articular, assim como a injeção intramuscular (nesse último caso misturado ao próprio sangue – auto-hemoterapia menor).

Devido as suas propriedades antimicrobianas, imunomuduladora, imunoativadora, liberadora de oxigênio e anti-inflamatória, as principais áreas de emprego são as úlceras cutâneas diabéticas e de difícil cicatrização, infecções superficiais da pele, problemas reumáticos, infecções viróticas, como terapia aditiva em oncologia, patologias vasculares, dentre outras. 

Perguntas frequentes:

O que é o ozônio?

O ozônio é um gás de oxigênio – O3 (três átomos de oxigênio, diferindo do oxigênio atmosférico essencial para nossa respiração) e foi descoberto pelo químico alemão Christian Friedrisch Schonbein, em 1840.

O nome ozônio deriva do grego ozein "cheirar" provavelmente devido ao característico odor do gás. Este pode ser identificado na natureza quando ocorrem os relâmpagos durante tempestades, pois as descargas elétricas que ocorrem nessas ocasiões produzem ozônio na atmosfera.

Alguma relação com a chamada camada de ozônio?

A chamada camada de ozônio é uma faixa localizada entre 20 e 30 quilômetros acima da superfície da terra onde se concentra a maior parte desse gás. Ele é de fundamental importância na ação de filtragem dos raios ultravioletas indesejáveis provenientes do sol e assim nos protegem. 

É verdade a associação entre ozônio, poluição e toxicidade?

Quando ocorre a combinação de radiação ultravioleta em contato com elementos poluidores da atmosfera, em particular partículas de óxido de nitrogênio e na presença do oxigênio ocorrem a formação de ozônio.  Por isso o ozônio passou a ser  um fiel marcador para a presença de poluição atmosférica. No caso, a presença do ozônio é uma consequência do estado de poluição do meio ambiente. 

E o ozônio nesse caso não pode fazer mal a saúde?

O ozônio quando inalado torna-se elemento capaz de lesar o epitélio das vias aéreas. Desse modo, sua presença no meio ambiente em proporções acima do considerado tolerável pode ser nociva. Na terapia com o ozônio, nunca utilizamos a via inalatória sendo evitado o contado dessa via com o gás. 

Há alguma condição que contraindique a ozonioterapia?

Classicamente há duas condições: o hipertireoidismo e pacientes com deficiência da enzima glicose 6 fosfato desidrogenase.

Como posso saber mais sobre a ozonioterapia?

Abaixo está a relação de alguns sites que poderão fornecer informações suplementares sobre a utilização do ozônio no Brasil e no mundo.

www.aboz.org.br

www.aceoot.org  Asociación Científica Española de Aplicación de Oxígeno-Ozono Terapia

www.aaot.us  American Academy of Ozonotherapy

www.amozon.org.mx Asociación Mexicana de Ozonoterapia







Rua Marquês de São Vicente, nº 124 - lj. 210 e 211
Gávea - Rio de Janeiro - RJ
CEP: 22.541-040
Fones: (21) 2294 4113 / 8743 5530